sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O desmame: como foi

Cof, Cof.... quanto pó por aqui...
Desapareço e volto do nada como sempre... em algum momento me firmo de vez ou desisto de vez, hehe...

Tenho tanta coisa pra contar que não fim não não conto nada... Mas como vir por aqui esta cada vez mais difícil, vou convidar quem aparece por aqui ainda para conhecer meu Instagram @trajetoriadeumamae , lá pelo menos está atualizado, e também ando compartilhando alguns stories... 

Mas vamos contar o que interessa, lembram no post anterior que comentei que ia começar o desmame da Mahara??? E depois de todo o meu drama pra desmamar preciso contar um segredo, sabe aonde esta o maior problema que dificulta o desmame: a mente da mãe. Sério gente, a criança vai chorar no primeiro dia, vai pedir o peito, vai fazer cena porque nós mudamos a rotina deles, era algo que sempre tinham e nós tiramos... Mas se nós como mães colocarmos na nossa mente que agora é o momento, que é para o melhor dos nossos pequenos e aceitar o desmame vai fluir tudo mais tranquilo.

Comigo foi assim, falava que "hoje começo o desmame", mas no primeiro chorinho da Mahara eu já cedia... e dai acabava que desistindo... até que um dia tive que tomar antibiótico, e neste dia mesmo coloquei na minha cabeça que não poderia amamentar mais pois o antibiótico poderia ir no leite e fazer mal para a Mahara. Peguei a Mahara na escola, expliquei para ela que não tinha mais "mamá da mamãe" e que teria que tomar mamá na mamadeira. Ela olhou pro meu peito, falou mamá babau e aceitou. 

Chegamos em casa, ela pegou a mamadeira e tomou meio sentida, comentando que o mamá da mamãe babau. Na primeira noite ela chorou, queria o peito, expliquei novamente que não tinha mais mamá e ela tomou a mamadeira e dormiu. E depois fluiu tranquilamente, varias vezes via, cheirava o peito, fazia biquinho e comentava mamá babau. E agora uma ou outra vez ela lembra do peito, mas não tenta mamar, não chora, só lembra o quanto era bom ( e olhar dela lembrando dói na gente). 

E foi tranquilo, doeu em mim, os peitos empedraram, tive que tirar com a bomba para aliviar a dor, ma depois foi secando aos poucos e hoje estão menores do que eram antes de engravidar.

E ai, como foi o desmame... 

4 comentários:

  1. Aqui o desmame foi dolorido
    Mais pra mim hehehehehhe
    eu tentei 2x antes de conseguir
    mas era preciso, eu já n estava bem de saude pq ele mamava td tempo o tempo td q tava cmg, eu n dormia bem pq ele mamava tb na madrugada, meus peitos estavam machucados, cada vez q ele pedia eu qria chorar e negar pq sabia q ia doer mt. Então decidi parar de vez, tentei naturalmente mas fiquei mt mal, c febre, ansia de vomito, além de qse n poder me mexer por conta dos peitos pedrando então meu GO me indicou o medicamento, e tomei! Ele até hj fala do tetê da mamãe mas morre de rir qd pergunto se ele qer mamar hehehehehhe

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Tudo que não passei pelo desmame no peito, passei pelo desmame da mamadeira
    Olha aqui foi bem difícil eqto não teve o dia que eu disse pronto, acabou mamadeira e fui firme, não deu certo. Foram uns dias dw chororô e acordadas de madrugada pq queria o mama mas no fim deu certo 🙏🙏

    ResponderExcluir
  3. Ain, nao quero nem pensar como sera...rsrs

    apesar do primeiro desmame ter sido tranquilo, com a Lara ela ja era acostumada a tomar o meu proprio leite na colher e na seringa e so posteriormente na mamadeira. Por diversos motivos, incluir uma das mamadas dadas pela avo, pai, madrinha, foram muito importantes para a facilidade no desmame e tambem para o apego dela com as pessoas que tambem eram essenciais para ela.
    contudo, soh fiz isso porque precisava voltar a trabalhar e ela precisa disso.
    Agora nao sei como fazer, estou mais apegada do que na primeira vez e tenho ciume soh de pensar em alguem (que nao seja o pai) dando meu leite para ele... rsrs

    Mas como disse - eh a mente da mae.. Eles sofrem sempre menos do que a gente, rsrs

    Adorei o post.

    Beijos.

    jovensmaesblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Que bom que fluiu, lá em casa, quando comecei a trabalhar o Henrique já não quis mais, por conta dele mesmo, teria ficado mais, mas acredito que foi bom assim!!

    Bjus

    https://esperando-esperar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir